98,47% dos bancários rejeitam proposta dos bancos

Publicado por:Rogerio Novaes

Bancos querem impor perda salarial à categoria, que está em estado de assembleia permanente

Sindicatos de bancários de todo o país realizaram assembleias na noite desta sexta-feira (26) para que a categoria deliberasse sobre a proposta apresentada pelos bancos frente às reivindicações da Campanha Nacional dos Bancários 2022.

No início da noite, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) havia apresentado a proposta de reajuste salarial de apenas 75,8% da inflação, o que leva a categoria bancária a uma perda real de 2% nos salários. Do total de votantes, 98,47% rejeitaram a proposta.

Fique Atento!

Além de rejeitar a proposta, 92,20% dos votantes aprovou o estado de assembleia permanente. Com isso, a assembleia fica em aberto e os sindicatos poderão convocar a categoria, a qualquer momento, para uma nova deliberação sem a necessidade de cumprimento dos prazos legais de convocação de assembleias estabelecidos e sem a necessidade de novas publicações em jornais de grande circulação, bastando apenas uma convocação simples nos veículos de comunicação do próprio sindicato.

A votação foi realizada de forma remota, por meio de uma plataforma eletrônica de votação disponibilizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) aos sindicatos de todo o país.

Relacionados

Instagram Post Photo Collage Minimalist Neutral Moodboard Grid Design - 2024-06-17T113455.472
Comando Nacional dos Bancários entregará minuta de reivind...
Instagram Post Photo Collage Minimalist Neutral Moodboard Grid Design - 2024-06-17T092356.252
Trabalhadores entregam minuta de reivindicações ao Santand...
Card_17_06
Itaú atende à cobrança da COE e reforça diversidade
Instagram Post Photo Collage Minimalist Neutral Moodboard Grid Design - 2024-06-14T131157.753
Bancários aprovam minuta de reivindicações para Campanha N...
Instagram Post Photo Collage Minimalist Neutral Moodboard Grid Design - 2024-06-11T162220.075
Campanha Salarial dos Bancários 2024: Assembleia Geral Ext...