Aprovado a proposta Saúde Caixa

Publicado por:Rogerio Novaes

Na base de Ribeirão Preto e região a proposta foi aprovada por 51,9% dos votantes 

Empregados ativos, aposentados e pensionistas titulares do Saúde Caixa decidiram na última terça-feira (5), em assembleias organizadas por sindicatos bancários de todo o Brasil, sobre o aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do plano de saúde, onde foi aprovado por 73,6% dos sindicatos participantes.

O BancáriosRP orientou a aprovação da proposta e na base de Ribeirão Preto e Região obteve 51,89% votos SIM.

Detalhes do Acordo e Implicações Futuras

As negociações foram intensas, marcadas por propostas de reajustes significativos e discussões sobre a cobrança por faixa etária. A proposta aprovada busca equilibrar a relação custo-utilização entre os diferentes segmentos de usuários, sem impor reajustes para os titulares sem dependentes e ainda não traz reajustes para os titulares sem dependentes, mantendo a contribuição em 3,5% sobre a remuneração base. Representantes dos trabalhadores entendem que o acordo é um passo para a melhoria do Saúde Caixa e para zerar o déficit projetado de R$ 422 milhões em 2023.

Estratégias para Superar o Déficit Financeiro

A Caixa havia projetado um déficit de R$ 422 milhões para 2023 e uma possível continuação do desequilíbrio financeiro em 2024, estimado em R$ 660 milhões. Inicialmente, a solução proposta incluía um aumento na contribuição dos titulares para 6,46% da remuneração base, além de 0,67% por dependente, com um teto de 7,8%. Além disso, a Caixa sugeriu a cobrança de 4,18 parcelas extraordinárias para cobrir o déficit de 2023.

Tesifon Quevedo Neto, representante da FEEB SP/MS na Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE Caixa) e dirigente do BancáriosRP, enfatiza que “com o acordo aprovado, será possível zerar o déficit de 2023 sem parcelas extraordinárias e manter a contribuição dos titulares em 3,5% da remuneração base. O teto máximo de comprometimento da remuneração base (RB) será de 7%”. Neto também menciona avanços adicionais trazidos pela proposta, como o acesso a dados primários do plano e o retorno de comitês de credenciamento.

A Luta Continua

Apesar da aprovação, a luta pela melhoria do Saúde Caixa não termina aqui. O objetivo é seguir pressionando por melhorias no plano, uma das principais conquistas da categoria. Isso inclui derrubar o teto estatutário de gastos com a saúde dos empregados pela Caixa, atualmente fixado em 6,5% da folha de pagamento, e garantir avanços na rede de atendimento.

Fique Ligado

Para acompanhar as próximas etapas e obter informações confiáveis, a categoria é encorajada a seguir o site e redes sociais do BancáriosRP e Fenae. É fundamental manter-se bem informado para evitar desinformação e estar preparado para futuras ações sindicais.

Relacionados

Instagram Post Photo Collage Minimalist Neutral Moodboard Grid Design (61)
PLR: Alguns bancos já anunciaram data de pagamento
STF
STF veta demissão imotivada de empregados públicos
ASSÉDIO232
Portal da CUT publica guia para prevenção de assédio moral
a notícia_Caixa
Caixa divulga edital para eleição do CA
Novo Estatuto_Insta
Assembleia Geral para Adequação Estatutária