BB promete envolver movimento sindical em todas as pautas ligadas aos trabalhadores e trabalhadoras

Publicado por:Rogerio Novaes

Encontro reforçou a necessidade de construção coletiva nos debates relacionados à qualidade de vida dos funcionários e funcionárias do BB, incluindo programas de meta e de igualdade de oportunidade para ascensão profissional entre homens e mulheres

Foto: Contraf-CUT

Aconteceu na tarde desta segunda-feira (6) a primeira aproximação entre os representantes da coordenação do Comando Nacional dos Bancários e da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) com a direção da empresa. Para a representação dos trabalhadores, a reunião foi muito importante, para reafirmar a necessidade de retomada da mesa de negociação permanente, onde o banco se comprometeu a retomar os encontros. Outro destaque foi o fato de estar no mês de março para ressaltar a importância do combate à violência contra a mulher e reforçar os canais de denúncia do banco. Pela primeira vez, em 214 anos de história, o BB conta com uma mulher na direção. Um grande avanço que fazia parte da pauta dos trabalhadores e trabalhadoras bancárias de todo o Brasil. Ter mulheres ocupando cargos do alto escalação e de comando.

A direção do BB também se comprometeu a conhecer e dar visibilidade ao programa Basta! Não Irão Nos Calar!, criado pelo movimento sindical e que estabelece canais de atendimento para orientação às vítimas de violência doméstica e familiar.

A funcionária do BB e representante da Contraf-CUT na Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Fernanda Lopes, ficou responsável de, nos próximos dias, apresentar à direção do BB os temas das mesas permanentes. “Entre as discussões que vamos retomar estão o teletrabalho e o programa de metas”, adiantou a dirigente. “Também reforçamos, neste encontro, a necessidade de voltar à mesa sobre igualdade de oportunidades de ascensão, a implementação do combate ao assédio sexual, uma conquista que tivemos na última Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), a correção da tabela PIP e a discussão sobre o cargo de gerente de serviços”, prosseguiu.

Para o participantes, o compromisso da nova direção do BB, assumido na reunião na reunião, de chamar para a negociação o movimento bancário em todas as pautas do banco que envolver os trabalhadores é um passo importante, de respeito ao movimento sindical e também aos trabalhadores.

Relacionados

Instagram Post Photo Collage Minimalist Neutral Moodboard Grid Design (61)
PLR: Alguns bancos já anunciaram data de pagamento
STF
STF veta demissão imotivada de empregados públicos
Instagram Post Photo Collage Minimalist Neutral Moodboard Grid Design (54)
Três chapas concorrem às Eleições Cassi 2024
ASSÉDIO232
Portal da CUT publica guia para prevenção de assédio moral
Novo Estatuto_Insta
Assembleia Geral para Adequação Estatutária